Educação Saúde

Voluntários da Indra criam uma plataforma para facilitar a educação online das crianças com deficiência neurológica

Os voluntários da Indra, uma das principais empresas globais de tecnologia e consultoria, desenvolveram de forma totalmente altruísta uma plataforma educativa para crianças com deficiência neurológica, em colaboração com a Fundación Querer, a Escuela Universitaria de Diseño, Innovación y Tecnología (ESNE) e a start-up Smartmind. O objetivo é contribuir para atenuar o fosso educativo que estas crianças sofreram com a chegada do coronavírus.

Os alunos com estas deficiências intelectuais sofreram com mais impacto os efeitos do confinamento global causado pela Covid-19. A falta de rotinas, o contacto com os amigos, o acompanhamento guiado, a falta de objetivos de experiências sensoriais e de motivação para a aprendizagem, levaram-nos em alguns casos a desaprender o aprendido.

Além disso, a mudança das aulas presenciais para virtuais fez com que as famílias destas crianças com necessidades especiais sejam verdadeiramente conscientes da complexidade que implica formar os seus filhos, enfrentando dificuldades na gestão da situação e em particular na sua conciliação com os compromissos profissionais.

A situação demonstrou a carência de recursos tecnológicos, que podem facilitar a aprendizagem destes menores com dificuldades neurológicas, que precisam de atenção e acompanhamento contínuos no plano sensório-motor, executivo e linguístico. Atualmente, não existem soluções online que cubram todas as necessidades educativas destas crianças, para que possam continuar a evoluir na sua aprendizagem diária.

Por este motivo, os voluntários estão a trabalhar com especialistas da Fundación Querer, uma instituição sem fins lucrativos dedicada à educação de crianças com doenças neurológicas, para desenhar e desenvolver uma plataforma educativa com a qual estas possam adquirir habilidades fundamentais como ler, escrever, somar, subtrair ou multiplicar. Simultaneamente, contribuirá para o aumento da sua autoestima, desenvolvimento e integração mais facilitada na nossa sociedade.

Esta plataforma educativa começará a ser utilizada em setembro através de um projeto piloto que será implementado num colégio em Madrid, com o objetivo de futuramente ser alargado a outros colégios da Comunidade de Madrid e de Espanha.

Iniciativas que impulsionam o voluntariado corporativo

Esta iniciativa enquadra-se no Plano de Voluntariado da Indra, que inclui três linhas de atuação: inclusão social e laboral, impacto no planeta e a fomento de vocações Stem.

Segundo o Relatório de Sustentabilidade da Indra, no ano de 2019, mais de 800 voluntários da empresa participaram em 50 ações de voluntariado, colocando à disposição de 62 entidades colaboradoras cerca de 10.000 horas de voluntariado e beneficiando cerca de 8.000 pessoas, em países como Espanha, Portugal, Itália, Brasil, México, Colômbia, Perú e Chile.

Além do voluntariado corporativo, destacam-se dentro da ação social da Indra outras duas iniciativas para as quais a empresa contribuiu: as tecnologias acessíveis, que favorecem o desenvolvimento de soluções inovadoras que facilitem a integração das pessoas com deficiência, e os projetos pro bono, que a Indra desenvolve de forma gratuita para melhorar a capacitação tecnológica e impulsionar a transformação digital de ONGs, Associações e Fundações, para que possam desenvolver a sua atividade de forma mais eficiente. No último ano, a Indra destinou mais de um milhão de euros às suas diferentes linhas de atuação social.

Solidariedade face ao contexto Covid19

Perante a crise do coronavírus, a Indra não apostou apenas no voluntariado. Os profissionais da empresa conseguiram uma angariação de cerca de 270.000 euros num crowdfunding solidário lançado pela Indra, em colaboração com 10 importantes ONGs reconhecidas pelo seu trabalho social e por contribuir para a melhoria da situação dos grupos mais vulneráveis na crise do coronavírus. A Indra também doou mais de 10.000 tablets a menores em risco social de todas as comunidades autónomas de Espanha para os apoiar nas suas tarefas escolares devido ao encerramento dos estabelecimentos de ensino. Em Portugal, a Indra está a colaborar, através de doações de dezenas de equipamentos informáticos, com várias instituições.

A empresa potenciou também a criação de uma série de sugestões dos seus profissionais para enfrentar a Covid19; publicou através da SIA, uma empresa da Indra, um website com recomendações de cibersegurança para os cidadãos, famílias e empresas; apoiou iniciativas solidárias que nasceram da iniciativa particular de alguns dos seus profissionais, como por exemplo, a impressão 3D de viseiras protetoras ou outros materiais para o setor da saúde.

A Indra promove a participação ativa dos seus colaboradores em iniciativas sociais e ações de voluntariado no âmbito da sua transformação cultural para se tornar numa empresa melhor, mais motivadora e estimulante para os profissionais.


Texto da responsabilidade da empresa.

Fonte: TINKLE

Related posts

This website uses cookies to improve your experience. Aceitar Ler mais

X