Educação Energia

Iluminação: eduLUX – eficiência energética nas escolas básicas

Setúbal, 25 de março (DICI) – Todas as escolas do 1.º ciclo do ensino básico de Setúbal ainda equipadas com iluminação convencional recebem, a partir de junho, tecnologia LED, com a substituição de mais de duas mil lâmpadas, na sequência de uma cerimónia realizada esta manhã.

A operação resulta de uma candidatura apresentada ao PPEC – Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, ação promovida pela Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos, no âmbito do projeto EduLUX, liderado pela S. Energia – Agência Regional de Energia para os Concelhos do Barreiro, Moita e Montijo.

Com esta medida, que inclui a substituição, em Setúbal, de um total de 2529 lâmpadas fluorescentes de tecnologia T8, a autarquia dota os 51 equipamentos escolares do 1.º ciclo do concelho com luminárias tubulares LED, tecnologia mais eficiente e amiga do ambiente e que materializa uma poupança na fatura energética.

De acordo com a vereadora do Ambiente da Câmara Municipal de Setúbal, Carla Guerreiro, a opção pelo LED – Díodo Emissor de Luz melhora as condições de conforto e visibilidade dos alunos e do pessoal docente e não-docente.

Através deste plano, frisou a autarca na cerimónia da entrega simbólica das luminárias, realizada esta manhã na sede da ENA – Agência de Energia e Ambiente da Arrábida, o município vai beneficiar, a médio e longo prazo, de uma “redução enorme” na fatura de energia e elevar os níveis de eficiência energética nas escolas.

No total, a medida EduLUX – Eficiência Energética na Iluminação Interior de Escolas Básicas vai modernizar a iluminação de duas centenas de estabelecimentos de ensino do 1.º ciclo de Setúbal, Palmela, Sesimbra, Barreiro, Moita, Montijo, Alcochete, Seixal e Loures.

A intervenção, num investimento global de 359.780 euros, permite a diminuição do consumo energético em 1.635.930 quilowatts por ano, o que se traduz numa redução de 200 mil euros na fatura energética paga anualmente pelas câmaras municipais.

“O projeto é cofinanciado a 70 por cento, ou seja, os municípios entraram com um investimento de 30 por cento”, adiantou a presidente da ENA – Agência de Energia e Ambiente da Arrábida, Fernanda Pésinho.

Os custos de operacionalização do plano, referiu Fernanda Pésinho, serão compensados com a poupança na fatura de energia elétrica permitida pelas novas luminárias, a serem instaladas nas escolas do ensino básico que se encontram na área territorial abrangidas pelas agências de energias S. Energia, ENA, AMESEIXAL E AMEAL.

Além da entrega de lâmpadas LED, a cerimónia, na qual estiveram presentes autarcas das câmaras municipais de Setúbal, Palmela e Sesimbra, incluiu uma visita ao Jardim Multissensorial das Energias, projeto único em Portugal na formação e sensibilização para as questões das energias renováveis e da eficiência energética.


Texto da responsabilidade da entidade.

Fonte: Câmara Municipal de Setúbal

Related posts

This website uses cookies to improve your experience. Aceitar Ler mais

X