Ambiente Municípios

Bandeira Azul 2020: Figueirinha – hastear da bandeira

A Bandeira Azul 2020 foi hasteada hoje de manhã na Praia da Figueirinha, na Serra da Arrábida, Setúbal, numa cerimónia que incluiu, ainda, o içar das bandeiras de Praia Acessível e de Ouro.

“Estes galardões são prestigiantes para todos nós. Além de darem confiança às pessoas, atestam a qualidade desta zona balnear”, afirmou a presidente da Câmara Municipal de Setúbal, Maria das Dores Meira, durante a cerimónia.

A Bandeira Azul é atribuída pelo décimo segundo ano consecutivo à Praia da Figueirinha, zona balnear que tem sido avaliada, consecutivamente e num espectro alargado de critérios, com elevados índices de qualidade ambiental, turística e sanitária.

Na Campanha da Bandeira Azul da Europa, este ano com o tema “De volta ao mar, com atitude de mudar”, são considerados para efeitos de candidatura um total de 32 critérios, 28 dos quais de cumprimento obrigatório.

Esses critérios, aos quais a Praia da Figueirinha respondeu positivamente, estão relacionados com “Informação e Educação Ambiental”, “Qualidade da Água”, “Gestão Ambiental e Equipamentos” e “Segurança e Serviços”.

A bandeira de Praia Acessível, também hasteada na Figueirinha, atesta as condições deste espaço para acolher utilizadores com mobilidade reduzida.

“Recentemente, a Figueirinha e Albarquel foram melhoradas com uma série de novos equipamentos, que tornaram estas praias mais acessíveis aos utilizadores ao nível de acessibilidades”, salientou Maria das Dores Meira, referindo-se a uma operação realizada no âmbito de uma candidatura da Câmara Municipal de Setúbal ao Turismo de Portugal, no valor global de 408 mil e 535 euros.

No caso da Figueirinha, esta valorização foi concretizada através da criação de novos percursos pedonais no areal, feitos em madeira, assim como da instalação de um tapete, num percurso de 25 metros lineares até à frente de água, que facilita a deslocação de uma cadeira anfíbia capaz de transportar pessoas com mobilidade muito reduzida.

Nesta praia, foi igualmente criada uma pérgula, que proporciona área de sombra e descanso, em especial para pessoas com mobilidade reduzida, estando apetrechada com bancos de apoio e papeleiras.

A construção de um edifício de apoio próximo da zona de estacionamento, com instalações sanitárias, zona de arrumos e uma área de primeiros socorros, integrou o conjunto de equipamentos qualificadores que apetrecham a Figueirinha a partir desta época balnear, numa ação que incluiu, ainda, a instalação de chuveiros, bebedouros com diferentes alturas e bancos de apoio.

Um painel informativo, com caracteres ampliados, pictogramas, conteúdos em braille e mapas táteis também foram contemplados nesta operação.

A Figueirinha recebeu, ainda, pelo segundo ano consecutivo, o galardão de Praia Inclusiva, atribuído pelo programa de desenvolvimento sustentável promovido em Portugal pela ColorADD, que atesta esta praia como apta para pessoas com incapacidade em diferenciar todas ou algumas cores, designada por daltonismo ou discromatopsia.

A outra distinção atribuída à Figueirinha foi a de Praia de Ouro, reconhecimento da Quercus dos últimos cinco anos consecutivos de qualidade de água com avaliação “Excelente”, o que, sublinhou Maria das Dores Meira, é “um galardão que dá uma garantia de qualidade única a esta zona balnear”.

A Campanha da Bandeira Azul da Europa, promovida pela ABAE – Associação Bandeira Azul da Europa para a Educação Ambiental, com o apoio da Comissão Europeia, começou em 1987 e está integrada no programa do Ano Europeu do Ambiente.

A iniciativa consciencializa a sociedade para a necessidade de proteção do ambiente marinho e costeiro e incentiva a realização de ações conducentes à resolução dos problemas existentes.

Este ano, considerando o contexto pandémico atual, a ABAE evidencia a beira-mar como um local de bem-estar, em cumprimento das restrições de segurança impostas e em respeito pela proteção individual.

O tema “De volta ao mar, com atitude de mudar” chama a atenção da população para a forma como esta se relaciona com o mar e com os outros, apelando, assim, para uma maior consciencialização na forma de usufruto da praia.


Texto da responsabilidade da entidade.

Fonte: Câmara Municipal de Setúbal

Related posts

This website uses cookies to improve your experience. Aceitar Ler mais

X